EVANGELIZE ENSINANDO

Esta é uma ferramenta apropriada para a Igreja alcançar às pessoas não-crentes para Cristo. É mais que um panfleto: é um curso bíblico no lar. São apenas cinco lições bíblicas que poderão ser ministradas em grupos familiares durante cinco dias alternados.

Todos os crentes em Cristo poderão começar a partir de suas casas, convidando vizinhos e amigos, e uma vez por semana o departamento de missões da sua igreja estará enviando dois evangelizadores para a explanação das lições bíblicas O Caminho da Salvação.

Evangelizar é ensinar. Quando se ensina a Palavra de Deus é impossível não haver alguma transformação na vida de uma pessoa. O ensino da Bíblia salva e edifica.

sábado, 10 de junho de 2017

JESUS É MEU MELHOR AMIGO

Essa é uma frase bastante comum no meio do povo, principalmente os que creem em Jesus. Mas será que Ele nos chamaria de amigo também? Vejamos: “vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”, (Jo 15.14).
Nesse versículo, há duas grandes verdades: 1) nem todos são amigos de Jesus; 2) só é amigo de Jesus quem obedece aos seus mandamentos. No versículo acima a preposição “SE” estabelece uma condição, isto é, se eu for obediente, serei chamado de amigo, caso contrário, não serei chamado. Afinal de contas, o que foi que Jesus mandou-nos fazer? Antes de qualquer coisa, quero lembrar que se não fosse as misericórdias do Senhor ninguém se salvaria (Ec 3.22).
Entre tantos mandamentos de Jesus, vou destacar apenas um que considero o mais difícil: amai a vossos inimigos”. Toda a Lei, isto é, os dez mandamentos, Jesus resumiu apenas em dois: 1º) “Amai a Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento; e 2º) Amai ao próximo como a ti mesmo”. Mt. 22.37-40. Caros irmãos, é muito fácil pregar o Evangelho, e, também, amar ao que nos ama etc.; difícil é amar ao que no ofende. Todavia essa é a condição para sermos considerados amigos de Jesus. Além disso, ainda tem a questão da filiação, veja: “Eu, porém, vos digo: amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; ‘para que’ sejais filhos do vosso Pai que está nos céus”. Mateus 5.44. Observe que a expressão “para que”, nesse versículo, direciona-nos a outro ponto mais forte ainda, ou seja, faça assim e assim para que sejas filhos do vosso Pai, caso contrário, não seremos filhos.
O caso é muito sério. Sejamos sinceros: é fácil? O que fazer quando somos injustiçados? Eu confesso que não é fácil praticar o bem nessa hora. O homem desprovido da Graça de Deus, jamais terá condições de amar como Jesus amou. Muito pelo contrário, a vontade é fazer justiça com as próprias mãos na hora da ira, não é mesmo? Qualquer um pode pregar o amor de Deus e viver uma vida de oração, porém nunca se sabe o que fazer num momento de terror. A Bíblia diz: “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o Senhor, esquadrinho o coração e provo os rins”, (Jr 17.9,10). Portando só Deus conhece nossos corações.
Ouvi de um policial da reserva o seguinte fato: “certo Pastor foi ao lazer com sua esposa e seus dois filhos (uma moça e um rapaz), e ao chegar lá, de repente foram surpreendidos por três indivíduos perigosos, enquanto um deles rendeu o Pastor e o filho sob a mira de uma arma de fogo, os outros bandidos estupravam em sua presença a esposa e a filha. Depois obrigaram o Pastor ter ralações com sua filha, e o filho com sua mãe. Dias depois, a reação do Pastor não foi outra: contratou alguém para exterminar os três elementos, e em poucos dias foram eliminados”. Isso aconteceu no Rio de Janeiro. O que você faria no lugar desse Pastor? Essa pergunta eu fiz a outro Pastor (conheço-o bem de perto) e ele disse: “não sei, depende muito do momento”. Realmente somente Deus sabe, não temos noção do que poderá acontecer num momento do terror. Já fui assaltado três vezes a mão armada, e tal experiência foi muito desagradável, as imaginações foram terríveis. Mediante tanta violência, será possível fazer o que Jesus mandou? Esta é a pergunta que não quer calar. A Bíblia não diz que é fácil, mas tudo é possível ao que crê.
"Nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis", (2Tm 3.1). Quando estamos cheios da Graça de Deus, as dificuldades são superadas e o Espírito Santo de Deus nos conforta. Temos o exemplo de Jó que perdeu toda fortuna, mas Deus lhe deu em dobro tudo de volta. Não entendemos o trabalhar de Deus, jamais podemos compreendê-Lo. Ora, se não conhecemos o nosso próprio coração, imagine o de Deus! “Assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos”, (Is 55.9).
Será que podemos desafiar como Paulo desafiou: “sede meus imitadores, como eu sou de Cristo”? Estamos muito longe da realidade. A palavra-chave é: PREPARAÇÃO. "Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus”, (Amós 4.12). Deus quer nos usar: hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na provocação”, (Hebreus 3.15). Para se conquistar qualquer coisa nesta vida é necessário se preparar. O soldado só vai à batalha quando se prepara, e mais, se não lutar legitimamente, não é coroado, (2Tm 2.5); o agricultor ao semear, primeiro prepara o terreno, e ainda tem que cuidar bem da plantação; até as formigas se preparam antes de chegar o inverno, pois buscam o alimento no verão (Pv 6.8).
Amigo, se neste mundo é preciso força para se ter algo na vida, imagine para conquistar o Reino dos céus! Vamos reler novamente Mateus 5.44? "Eu, porém, vos digo: amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem"; para quê? "Para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus". Oremos a Deus para que Ele nos dê força, e assim podermos praticar a sua Palavra. O Reino dos céus é tomado a força (Mt 11.12). Ou alguém pensa que é moleza? Talvez você diga: “irmããão, calma aí né... Jesus já pagou o preço por nós... agora é só vitória”! SIM, é verdade, só que existem regras, ou você se esqueceu? Arrisca-se viver desordenadamente? Que o SENHOR tenha misericórdia de nós. Amem.
Miss. Clésio Araújo


Nenhum comentário:

Postar um comentário